31.1 C
Campinas
quarta-feira, fevereiro 28, 2024
HomePoliticaAndré Mendonça é homenageado em evento do Grupo Prerrogativas em São Paulo

André Mendonça é homenageado em evento do Grupo Prerrogativas em São Paulo

Homenagem foi organizada pelo coletivo de advogados alinhados a Lula, que busca ampliar diálogo e convergência de pautas com ministro indicado ao STF por Bolsonaro

O ministro André Mendonça, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi homenageado em um jantar em São Paulo, nesta sexta-feira (19).

O evento foi organizado pelo coletivo Grupo Prerrogativas, que tem advogados alinhados ao governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e aconteceu na casa do advogado Roberto Podval.

André Luiz Mendonça foi ministro-chefe da Advocacia Geral da União (AGU) e ministro da Justiça e Segurança Pública no governo de Jair Bolsonaro (PL). Ele foi indiciado pelo ex-presidente da República à Suprema Corte.

O evento teve como objetivo dialogar sobre o primeiro ano de Mendonça no STF.

À CNN, o coordenador do Grupo Prerrogativas, advogado Marco Aurélio de Carvalho, afirmou que o encontro busca fortalecer o diálogo com o ministro.

“Nós temos, evidentemente, diferenças profundas com o ministro André Mendonça em relação a diversas pautas, mas as nossas convergências são ainda maiores. Nós acreditamos no espírito público do ministro, na integridade e no compromisso com a função que ele abraçou”, afirmou o coordenador do Grupo Prerrogativas.

“Seguramente, o caminho para essa reconstrução, essa pacificação e essa reconciliação do país é o diálogo. E o sistema de Justiça, seguramente, é a última barreira de defesa da democracia e das instituições”.

Mais de 120 pessoas foram convidadas para o evento. Autoridades do Poder Judiciário, como o ministro Antônio Carlos Ferreira, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), participaram do jantar, além de políticos, como o deputado estadual Emídio de Souza (PT-SP).

Leia Mais:

Mendonça, do STF, derruba suspensão de julgamento do STJ e abre caminho para governo arrecadar cerca de R$ 88 bi
Mendonça, do STF, derruba suspensão de julgamento do STJ e abre caminho para governo arrecadar cerca de R$ 88 bi
Entenda a medida a ser analisada pelo STF que pode mudar demissões no Brasil
Entenda a medida a ser analisada pelo STF que pode mudar demissões no Brasil
STF retoma julgamento sobre descriminalização do porte de drogas para consumo próprio na quarta (24)
STF retoma julgamento sobre descriminalização do porte de drogas para consumo próprio na quarta (24)
O evento teve forte presença de personalidades do mundo jurídico, como o ex-ministro do STF Ricardo Lewandowski, o criminalista Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, e o advogado Alberto Zacharias Toron.

Antes do jantar, André Mendonça fez um discurso no qual defendeu o respeito mútuo e a busca por soluções convergentes.

“Fiquei muito feliz, Marco Aurélio, de você ter também essa visão de que às vezes nós perdemos tempo olhando as diferenças. E deixamos de avançar, porque não olhamos o que nos une. E eu espero…Tudo é recíproco. Tem que ter reciprocidade. As relações humanas são assim. Eu quero respeito, eu preciso respeitar. Que vocês também olhem para os momentos que vivemos, para a perspectiva de Brasil que nós queremos construir à luz de que as injustiças, elas são injustiças em relação a qualquer um. E aquilo que é justo, é justo, em relação também a qualquer um.”

Em entrevista à CNN, Lewandowski declarou que o Brasil é um país muito resiliente, sem lugar para o antagonismo e o ódio.

“Todos que estão aqui têm suas posições políticas, ideológicas, inclusive religiosas. Mas o que nós estamos vendo é uma confraternização muito bonita, e os discursos revelaram isso”, explicou.

“E o André Mendonça disse, em seu discurso, algo muito importante que nós devemos procurar neste nosso relacionamento humano, não as divergências, mas as convergências, que são muitas”, continuou.

Lewandowski ainda teceu elogios ao ministro, ao afirmar que o Mendonça é, sobretudo, “um homem de caráter”. O ex-ministro ainda citou que é necessário levar o Judiciário a ter contato com a sociedade: “O juiz [não pode] se fechar numa torre de marfim, ele precisa conviver com os cidadãos”.

Representantes do presidente Lula participaram do encontro, como o Ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira, que descreveu o encontro como “histórico” e afirmou que o evento serviu como uma ponte.

“O ministro que foi indicado por um presidente que nós fizemos uma dura oposição a ele, hoje nós tivemos um diálogo muito profícuo e muito importante (…) O ministro André Mendonça fez um discurso muito interessante, mostrando que ele não está contaminado por esse momento que o Brasil está vivendo de polarizações. E que ele é um homem de Estado. Enquanto homem de estado ele tem compromisso com a democracia, com os valores democráticos, com a constituição, e com os direitos dos cidadãos e das cidadãs”, afirmou.

Outro convidado do jantar foi o Advogado Geral da União, Jorge Messias. Em entrevista à CNN, o ministro afirmou que o diálogo de Mendonça com a AGU tem sido constate.

Messias também reconheceu que o representante da suprema aberto à discussão. “A marca do governo do presidente Lula é o diálogo. Ele desde o primeiro momento, antes ainda de assumir o cargo, ele fez uma visita ao Supremo Tribunal Federal e externou à ministra Rosa Weber e a todos os ministros o desejo dele de ter com o STF uma relação franca, direta e construtiva.

E o ministro André Mendonça faz parte desse esforço. É um ministro conciliador, tem trabalhado com muita tranquilidade, com muita ação pacificadora no Supremo Tribunal Federal e tem mantido conosco um diálogo de altíssimo nível”, disse.

A homenagem acontece no mesmo dia em que Mendonça alterou seu voto no julgamento sobre a validade das revistas íntimas realizadas em visitantes de presos. Conforme o STF, houve um erro de lançamento. O coordenador do Grupo Prerrogativas considerou “muito importante” a mudança no entendimento.

“Queremos comemorar, reconhecer e aplaudir essa posição dele e avançar em outras pautas, por exemplo, sobre juiz de garantias. Nós vamos fazer o pleito para que ele nos acompanhe na implementação do juiz de garantias”, disse Marco Aurélio de Carvalho.

O advogado também afirmou que o Grupo Prerrogativas pretende organizar eventos semelhantes com outros representantes do STF, como o ministro Kassio Nunes Marques.

Ultimas Notícias

Veja também

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here